Jovens Metodistas Unidos combatem cólera em Angola

Other Manual Translations: English

Em Luanda, capital de Angola, um surto de cólera no final do verão - uma infecção gastrointestinal aguda - preocupou os líderes da igreja local e as autoridades de saúde. Água e alimentos contaminados, incluindo peixes crus ou mal cozidos e mariscos, são causas frequentes da doença. Água suja e falta de saneamento são outros factores.

Em resposta, a Associação de Defesa Ambiental, Rede Ambiental Maiombe, mobilizou mais de 200 jovens para participar de uma campanha de prevenção. Vestidos com camisetas brancas, eles se juntaram a uma campanha de prevenção contra a cólera em Funda, uma cidade a 30 quilómetros do centro de Luanda. No município de Cacuaco, os jovens distribuíram hipoclorito de sódio, sabão, sacolas plásticas e panfletos informativos para as pessoas que moram perto do rio, área fortemente afectada pelo surto.

Recentemente, segundo a Angop-Angola Press, 16 novos doentes de cólera foram admitidos no hospital de Cacuaco, e três deles morreram. Desde que este surto começou, 65 pessoas sucumbiram à doença. No entanto, os incidentes reduzidos de cólera e as mortes causadas pela doença indicam que os esforços de conscientização estão colhendo resultados.

Mauro de Oliveira, um jovem adulto que participou na campanha, disse: “Como Metodistas Unidos, devemos apoiar as causas e problemas sociais em que as comunidades vivem. A experiência passada nos custou muitas vidas humanas. Perdemos muitos irmãos e irmãs quando a doença da febre-amarela atingiu nosso país. Agora que ouvimos falar deste surto de cólera, estamos aqui para dar o apoio necessário. Juntos, podemos superar essa doença”

O Conselho de Saúde da Igreja Metodista Unida continua a divulgar informações sobre a prevenção da cólera nos eventos da igreja local e nos cultos dominicais. As congregações convidam equipes médicas para fornecer assistência médica gratuita. As pessoas aprendem a se proteger da doença.

A igreja já não pode conseguir fornecer mais suprimentos. Contudo, em cooperação com o governo, os Metodistas Unidos continuam a sensibilizar e distribuir folhetos. Durante os cultos, pastores e outros falam sobre cólera.

Januário Augusto, presidente da Rede Ambiental Maiombe, prometeu continuar com as campanhas de consciencialização, especialmente durante a próxima estação chuvosa. Ele ressaltou “a necessidade de estar em estado de alerta com as pessoas que vivem em áreas vulneráveis da cidade.”

Augusto Bento é um Comunicador da Metodista Unida na Conferência Anual do Oeste de Angola.

 

Contacto de mídia para notícias: Vicki Brown, editora de notícias, newsdesk@umcom.org ou 615-742-5469. Para ler mais notícias da Metodista Unida, subscreva para o digest diário ou semanal.

Último artigo

Evangelismo
O Bispo Daniel Wandabula, da Área Episcopal da África Oriental, pediu aos comunicadores que “unissem a igreja (antes) de perpetuar as divisões” durante a reunião anual da Rede de Rádio Metodista Unida, de 25 a 27 de abril, em Kampala, Uganda. Foto do Rev. Taurai Emmanuel Maforo.

O rádio pode ajudar a unir igreja dividida, diz bispo

O bispo Daniel Wandabula, da Área Episcopal da África Oriental, pediu união durante a quinta reunião anual da Rede de Rádio Metodista Unida, notando que a rádio é uma ferramenta importante para ajudar a unir a denominação após a divisão da Conferência Geral especial.
Missão
Um médico examina uma criança em um acampamento para pessoas deslocadas em enchentes no rescaldo do ciclone Idai, perto de Beira, Moçambique. Foto: REUTERS / Mike Hutchings (por favor, não reutilize).

'Agradecemos a Deus porque estamos vivos'

Os membros da Igreja Metodista Unida de Malanga se uniram às igrejas irmãs no Conselho Cristão ecumênico de Moçambique para um culto de solidariedade em 22 de março para dar apoio aos sobreviventes do ciclone Idai.
Conferência Geral
O Bispo Gregory V. Palmer, da Conferência Oeste de Ohio, discursa no Comitê Permanente sobre Assuntos da Conferência Central durante sua reunião em Manila. Ele presidiu o subcomitê do Comitê Plano Compreensivo da África. Foto de Heather Hahn, SMUN.

Grupo aconselha onde acrescentar 5 novos bispos africanos

Um corpo de liderança Metodista Unida apoiou unanimemente um plano que modifica o mapa da igreja na África e adiciona cinco novos bispos à região de mais rápido crescimento da denominação.