Conferência apela ao apoio ao rateio

Other Manual Translations: English español

Enquanto alguns Metodistas Unidos protestam contra a Conferência Geral de 2019 no prato de ofertas, uma carta da Conferência Desert Southwest pede que as igrejas continuem doando ao ministério.

O bispo Robert T. Hoshibata, que lidera a conferência, e o reverendo Matthew Ashley, presidente do Conselho da Conferência de Finanças e Administração, enviaram a carta em 22 de abril.

“Por causa das muitas maneiras pelas quais as contribuições apóiam os ministérios da Conferência Desert Southwest, bem como a missão da igreja global, o seu CFA pede a todos nós que continuemos a apoiar as repartições”, disse a carta.

A missiva do Desert Southwest vem menos de duas semanas depois que a vizinha Conferência da California-Pacific ofereceu orientação às suas igrejas sobre a retenção ou redirecionamento de contribuições em resposta à Conferência Geral especial.

Em fevereiro, a sessão especial da principal assembléia legislativa da denominação aprovou - por um voto de 438 a 384 - o Plano Tradicional. Esse plano reforça a imposição de proibições ao clero gay e casamentos entre pessoas do mesmo sexo.

O plano já está enfrentando a resistência dos Metodistas Unidos que vêem as medidas como discriminatórias contra frequentadores LGBT da igreja, e algumas conversas a portas fechadas estão em andamento sobre o potencial de dividir a denominação.

“Por causa dessa profunda dor e desapontamento, alguns gostariam de resistir à injustiça do Plano Tradicional ao reter as contribuições”, observou a carta do Desert Southwest.

As distribuiçõe são a parcela que cada conferência ou igreja local paga para apoiar os ministérios internacionais, nacionais e regionais. A cada quatro anos, a Conferência Geral define o orçamento necessário para apoiar os ministérios de denominação. Essa quantia é então distribuída principalmente para as conferências dos EUA, que por sua vez pedem contribuições das igrejas locais para apoiar os ministérios em todos os níveis da igreja.

Retirar uma certa porcentagem de repartições não é uma solução simples, dizia a carta, “porque alguns ministérios extraordinários dependem do seu dinheiro das contribuições”.

O Conselho de Conferência Desert Southwest sobre Finanças e Administração “engajou-se na reflexão honesta sobre a importância de apoiar a abundância de ministérios que engajam a fé, alcançam a compaixão e transformam vidas e comunidades”, disse Hoshibata ao Serviço Metodista Unido de Notícias.

“A Conferência Desert Southwest é composta de pessoas representando a diversidade de posições teológicas relativas à sexualidade humana, mas esta conferência também apóia os esforços da denominação com o coração de Jesus”.

Sua carta observou que 82 centavos de cada dólar das contribuições dadas por uma igreja local permanece na conferência para plantar novas igrejas, financiar ministérios de campus, garantir a compensação justa do clero e apoiar vários ministérios para as pessoas à margem.

No nível da igreja geral, a carta dizia que os 18 centavos restantes servem para apoiar vários ministérios que os fiéis valorizam. Estes incluem hospitais, orfanatos, escolas e o Fundo de Educação Ministerial que apoia a educação do clero e seminários Metodistas Unidos.

A Conferência Desert Southwest tem uma prática de longa data de pagar 100% das repartições gerais da igreja - pagando integralmente os anos de 1999-2007 e 2011-2018.

“Nós apoiamos os muitos ministérios conexionais de nossa denominação”, disse Randy Bowman, tesoureiro da conferência. “Além disso, sentimos fortemente que precisamos modelar 100% dando para nossas igrejas locais”.

No geral, as conferências na jurisdição ocidental, que englobam 12 estados e Guam, no oeste dos EUA, também têm um histórico de pagamento de parcelas de 100%. Nos últimos dois anos, todas as conferências da jurisdição, com exceção da California-Pacific, pagaram o valor total solicitado.

No entanto, o conselho de finanças da Conferência Desert Southwest planeja avaliar as questões novamente em maio. Parte da incerteza é que o Conselho Judicial, o principal tribunal da denominação, está revisando a constitucionalidade do Plano Tradicional nesta semana.

“Nossa decisão pode ser impactada por considerações financeiras (o nível de recebimento de contribuições de nossas igrejas locais), se não mais do que pela decisão do Conselho Judicial”, disse Bowman.

Enquanto a Desert Southwest apóia as doações contínuas no nível da igreja geral, outras conferências estão examinando com atenção maneiras de restringir os gastos de seus dólares da igreja.

A Conferência California-Pacific está oferecendo às suas congregações maneiras de contribuir para um Fundo Mundial Alternativo de Serviços e um Fundo Alternativo de Administração Geral. Normalmente, o Serviço Mundial financia a maioria das agências gerais e os órgãos administrativos de fundos da Administração Geral, incluindo a própria Conferência Geral.

Os fundos alternativos, disse uma carta da Conferência California-Pacific, seriam "enviados para apoiar os ministérios da Igreja Geral que só valorizamos depois de determinarmos que eles não apóiam a liderança ou as agências que promovem mais exclusão ou julgamento contra pessoas LGBTQIA".

O Conselho de Financiamento e Administração da Nova Inglaterra votou para continuar fazendo pagamentos aos ministérios da igreja em geral, mas não para investir em reservas para pagar acima do que suas igrejas locais remetem.

A Conferência do Norte de Illinois A CFA está propondo aos eleitores da conferência anual que pare com o pagamento ao Fundo Geral de Administração.

Uma questão enfrentada pela denominação é que a igreja dos EUA paga pela maior parte das operações gerais da igreja em geral, mas a maioria dos delegados da Conferência Geral dos EUA votou contra o Plano Tradicional.

Os votos da Conferência Geral são por voto secreto. No entanto, os defensores de vários planos concordaram que dois terços dos delegados dos EUA apoiaram o Plano de Uma Igrejas, rival que teria deixado o casamento gay para as igrejas locais e a ordenação gay para as conferências. Enquanto isso, 80% dos delegados fora dos EUA apoiaram o Plano Tradicional.

Conselho de Finanças e Administração, a agência financeira da denominação, ofrece algumas respostas a preguntas frequentes após a  Conferência Geral de 2019. 

Leia as preguntas frequentes (PDF)

Em 31 de março, os pagamentos de contribuições da igreja geral caíram cerca de 15,6% em comparação com o mesmo período do ano passado.

É muito cedo para dizer o que isso anuncia. As conferências têm um ano completo para pagar seus pagamentos solicitados e efetuar pagamentos na taxa que determinam. Muitos fatores podem afetar os pagamentos do primeiro trimestre, disse Sharon Dean, diretor de comunicações do Conselho Geral de Finanças e Administração da denominação.

Por exemplo, a Mountain Sky Conference anunciou que não está pagando 100% das contribuições gerais da Igreja para os próximos seis meses, em grande parte para compensar um déficit orçamentário de 6% no ano passado.

Mesmo antes de GC2019, a diretoria da agência fez planos para apresentar um orçamento geral da igreja significativamente reduzido para a Conferência Geral de 2020.

Moses Kumar, principal executivo do Conselho Geral de Finanças e Administração, disse que a agência reconhece que muitos Metodistas Unidos ainda estão processando a Conferência Geral especial.

"Embora reconheçamos que há conversas em andamento para cada indivíduo, igreja local e conferência anual sobre como avançar, é responsabilidade do GCFA encorajar doações aos ministérios que nos tornam uma igreja global e conexional", disse ele.

“Como a Igreja Metodista Unida dedica tempo a trabalhar nos vários lados de qualquer questão, oramos fervorosamente pela melhor solução para a denominação. O impacto de nossas decisões é medido em vidas salvas, discípulos feitos, cura ocorrendo e missão cumprida”.

 

Hahn é repórter multimédia do Serviço Metodista Unido de Notícias. Entre em contato com ela pelo telefone (615) 742-5470 ou newsdesk@umcom.org.

** Sara de Paula é tradutora independente. Para contatá-la, escreva para IMU_Hispana-Latina @umcom.org

Missão
Filipa Vierra, bolsista da Federação Portuguesa de Mulheres Metodistas, toca violão na Igreja Metodista de Aguada de Cima, Porto. Foto cedida por Mulheres Metodistas Unidas (UMW).

Parceria com as mulheres metodistas de Portugal

A Federação Portuguesa de Mulheres Metodistas, com apoio das Mulheres Metodistas Unidas, oferece muitos programas que enriquecem as comunidades.
Área Geral da Igreja
Os bispos Thomas J. Bickerton (centro) e Gregory V. Palmer (à direita) conversam com colegas sobre procedimentos legislativos durante a Conferência Geral Metodista Unida de 2019 em St. Louis. Bickerton é o representante do Conselho dos Bispos na Comissão da Conferência Geral. A Comissão da Conferência Geral - que se reuniu a portas fechadas - revisou uma investigação que encontrou evidências de quatro pessoas inelegíveis votando com as credenciais dos delegados que não estavam presentes. Foto de arquivo por Mike DuBose, Notícias MU.

Votação indevida no GC2019 anula voto chave

Uma investigação sobre a Conferência Geral determinou que o número de eleitores inelegíveis era suficiente para afetar um voto sobre como as igrejas podem deixar a denominação.
Sexualidade humana
Pastor Dorlimar Lebrón orando com dois jovens, envoltos no mesmo tipo de cobertores que abrigam crianças e adultos imigrantes detidos, e alguns deles superlotados, no centro de detenção que a ICE mantém em a fronteira. Foto de Michelle Maldonado, UMCOM.

Caucus hispano-latino se prepara para enfrentar mudanças na igreja

Esta 48ª reunião anual do MARCHA concentrou-se na análise do impacto das decisões tomadas na Conferência Geral Extraordinária de 2019 e nas projeções futuras do ministério hispano-latino-americano.