Rastrear para prevenir doenças silenciosas


A Associação de Saúde da Juventude da Igreja Metodistas Unidos da Conferência Anual do Leste de Angola realizou na Província de Malange Município de Malange, no Largo 4 de Fevereiro no dia 4 de Fevereiro uma consulta de rastreio de Hipertensão arterial, glicemia, teste de índice de massa corporal, teste de Malaria, VIH (SIDA), Medicina Externa, Medicina Dentaria, Cardiologia sob o lema: É necessário socorrer os enfermos, com a base bíblica em Actos 20:35.

A Associação de Saúde da Juventude é um projecto de jovens solidários no âmbito da saúde com visão voltada aos serviços de saúde, no que tange aos atendimentos em várias áreas: medicina, enfermagem, cardiologia, fisioterapia, saúde pública e saneamento básico do meio garantindo a integralidade da saúde nas comunidades missionárias, sociais e pessoas mais vulneráveis.

“O projecto solidário de saúde” disse Elizeu Xilo, o Presidente da ASJIMU “é desenvolvido a fim de ajudar a comunidade missionária, crentes metodistas unidos, a comunidade social e pessoas mais vulneráveis ao nível da Conferência Anual do Leste de Angola, e tem como a sede principal em Malanje.” O nosso interlocutor, concluiu afirmando “este é um projeto com objetivo principal de prevenir, diagnosticar, intervir e tratar as doenças silenciosas, que afligem maior parte das pessoas sem que elas se apercebam.” 

Aderiram ao Projecto Consultas Solidárias mais de quatro mil e seiscentos e trinta e nove (4,639) pacientes superando os cem fiéis do ano passado. 

O Doutor Pedro Bartazal, medico em serviço informou a UMNS que, “Na consulta ou exame de índice de massa corporal, foram atendidos 205 pacientes, entre eles, 19 com subpeso e outros 186 acima do peso.” Outros dados colhidos junto do enfermeiro generalista, afirmou: “só na nossa mesa foram atendidos 185 pacientes que vão dos 29 anos de idade para cima,” Disse o enfermeiro Adérito Caetano. 

“A participação daquele que queria receber assistência médica foi surpreendente” disse a Doutora Josefa Simão, “pois, mais de seis centenas de pacientes passaram desta mesa, um sinal de boa resposta por parte das comunidades circunvizinhas.”

Num outro ponto, a Doutora Firmina Pedro que observava as crianças, informou a nossa redacção que assistiu 18 crianças, com idades compreendidas entre 01 a 11 anos.

Os doutores William Kawele e Maria Estrela, médicos em serviço naquele dia, falando a nossa redacção e com base nos registos da triagem do dia, informaram, “Mais de 701 pacientes foram assistidos na nossa mesa, sendo que 433 destes eram do género feminino e 268 do masculino. As suas idades compreendiam entre 22 a 75 anos de idade.” 

No que tange as consultas de cardiologia, as Doutoras Luísa Edith e Nicol Cecília, tiveram uma avalanche em termos de pacientes que atenderam: “nas consultas de tensão arterial passaram por aqui mais de 794 pacientes, sendo 482 hipertensos, 97 hipotensos, 43 dos quais, já fazem as suas consultas de rotina e 172 são normotensos.” 

Estas médicas afirmaram que “os maiores números de pessoas que foram assistidas neste departamento de cardiologia, as idades começam mesmo dos 20 até os 80 anos de idade,” concluíram.

“Quando VIH foi atendido mais de 1,500 pacientes,” disse Elizeu Xilo o presidente da associação.

Um dos pacientes contactados pela nossa reportagem, afirmou em tom de agradecimento: “Não passou nas nossas mentes que hoje teríamos uma dádiva como esta, só resta agradecer a Deus e apelar ao governo que olhe e apoie este projecto nobre, bem como outras instituições privadas devem seguir o mesmo caminho que a Metodista Unida levou a cabo,” disse Domingos de Assunção.

“Agradeço a Igreja Metodista Unida, visto que há tempo que a sua missão não so esta virada a aspectos espirituais das comunidades ou da população, mas também visa na promoção da saúde e educação. Louvamos e parabenizamos grandemente a iniciativa dos jovens desta Igreja porque de ser feriado hoje que poderiam, estar em suas casas com a família, mas estão aqui a cuidar do próximo,” disse Rosário Luís outro paciente que saiu daquela consulta de rastreio muito satisfeito.
Preocupações Sociais
Portia Kasuso, 11, experimenta sua nova cadeira de rodas com pedal manual durante um serviço de reavivamento dos Metodistas Unidos em Murewa, no Zimbábue. O presente da cadeira de rodas foi facilitado pela Conferência Oeste da Igreja no Zimbábue. Foto do Rev. Taurai Emmanuel Maforo, Notícias MU.

Cadeira de rodas abre novas portas para menina na zona rural do Zimbábue

Movido pelo espírito de 11 anos de idade, o bispo Nhiwatiwa e os pastores locais pedem ajuda para que ela obtenha uma educação.
Igreja Local
O Rev. Shawn Moses (à direita) da Igreja Metodista Unida da Primeira Graça, Nova Orleans, recebe uma nova família que se junta à igreja. Foto de Kathy L. Gilbert, Notícias MU.

A Questão Metodista: O que significa ser um membro?

Para os Metodistas Unidos, a associação exige participação ativa em uma congregação local que busca tornar o mundo mais parecido com o Reino de Deus.
Preocupações Sociais
A UMCNext, uma coligação que inclui a Rede de Ministérios de Reconciliação, Unindo Metodistas e UMC Convencional, ofereceu um plano que acabaria com as restrições da Igreja Metodista Unida contra casamentos entre pessoas do mesmo sexo e ordenação LGBTQ, e oferecia uma saída graciosa às igrejas locais que discordam dessas mudanças.

O plano UMCNext acabaria com as restrições LGBTQ

A coalizão de setores centristas e progressistas favorece a eliminação de restrições à ordenação de pessoas LGBTQ e casamentos entre pessoas do mesmo sexo, além de permitir um plano de saída para igrejas que discordam.